Tag

quarentena

Browsing

Depois de 40 dias na quarentena…

Mais uma semana em casa com as crianças, as adaptações escolares continuam. Tanto as aulas quanto as terapias estão sendo feitas online. Aos poucos todos estão se adaptando.

A quarentena tem sido de muitas surpresas por aqui. Nesta segunda-feira (27), o Chico começou o dia fazendo limpeza. Ele pediu e eu deixei.

Depois conseguimos fazer as atividades de Terapia Ocupacional com a Valéria. Ele também fez atividades de matemática com a professora Dani, do Pio XII.

Eram exercícios do livro. Lembrando que, o Chico tem entrado um pouco antes do restante da turma, pois faz primeiro as atividades com as adaptações e materiais.

Depois ele participa da abertura da aula com todos, vê os amigos e sai. Mais tarde ele volta para o encerramento. E assim, termina mais um dia de quarentena e estudos em casa.

Nova rotina de aulas online

Mais uma vez vindo falar dos dias em casa, nos cuidando e nos adaptando à rotina da quarentena. Nesta semana o trabalho pedagógico mudou o formato. Não é mais a aula do EAD fixa. Agora é via Zoom.

O colégio Pio XII mandou todo o material na última sexta-feira (10). Logo no começa da semana, na segunda-feira, os alunos começaram a fazer as aulas, como se fosse o horário normal da escola. Às 13h30 entram para participar das atividades pedagógicas com os professores.

Com o Chico fizemos uma adaptação. Às 12h45 ficamos online para falar com a professora individualmente, ela passa a rotina e faz uma atividade adaptada do contexto pedagógico. Ele participa do início da aula, que é a parte de reencontro, rotina de calendário e agenda e quando eles entram nas atividades gerais, nós saímos.

No final da aula, entramos novamente para ele participar do fechamento com a turma, às 15h. Depois de meia hora ele volta e faz uma atividade individual comigo e com a professora. Ele participa do coletivo, mas também do individual adaptado. É como se fosse a rotina do Colégio, mas no online.

A Paula, que é coordenadora do infantil, me ligou, conversamos e resolvemos seguir nesse modelo. A ideia é que ele participe do coletivo, não perca o vínculo, mas também faça o adaptado dentro do que ele precisa, que é trabalhar com imagens e sons. E está funcionando muito bem.

A escola não deve entrar em férias, então é provável que a gente continue com o ensino remoto. Aguardando a volta das aulas fisicamente. Mas estamos tentando deixar o mais próximo possível do que seria seguido no colégio.

Depois que deles participam das aulas pedagógicas, organizamos tudo para o lanchinho da tarde. No primeiro dia da rotina o Chico e a Antonia colocaram uniforme numa boa, mas a Maria Clara não quiser saber.


A única perda que estou tendo é não conseguir acompanhar 100% a rotina das meninas. Estou tentando estar com elas também para que façam a rotina pedagógica. Mas com elas é mais difícil, porque tenho que focar com o Chico nas atividades individuais.

Isso está me deixando bem chateada. Às vezes, coloco a babá para acompanhar as meninas, mas cada turma tem o seu zoom. Porém o foco ainda é no Chico.

O que tenho feito é trazer as meninas para acompanhar o Chico. Ele gosta dessa vivência com as irmãs. Eu tenho pensado também no individual das meninas. Então, o esforço nesta semana será esse, tentar participar das aulas com elas.

O que trago aqui são as partes boas e ruins. Nem sempre dá para conciliar tudo. E, por conta da necessidade, acabo dedicando mais tempo à rotina pedagógica do Chico. Vamos a cada dia tentando conciliar tudo!

Bolo de maçã

A nossa versão ganhou cobertura de nutella

No último domingo (12), celebramos a páscoa, neste ano de um jeito bem diferente. Fizemos as tradicionais pegadas dos coelhos e compartilhamos os vídeos lá no Instagram, mas o clima foi bem diferente. A quarentena que estamos fazendo por conta do Covid-19 fez com que as pessoas, em sua maioria, direcionassem outro olhar à páscoa.

Nós fizemos a nossa ceia (depois vou fazer um post só disso), fizemos as nossas orações e assistimos a um culto online. Essa reunião foi só nossa com as crianças e a babá. O contato com os outros familiares foi apenas por celular.

A cozinha tornou-se um espaço que tenho usado ainda mais com o trio. Cozinhar virou atividade educativa. No domingo, a nossa missão foi preparar um belo bolo de maçã. Adaptado, claro. A receita é da amiga Amanda.

Na nossa versão não teve acompanhamento. Tirei o sorvete e fiz algumas substituições.
Troquei óleo por manteiga ghee e o açúcar pelo demerara orgânico. Ao invés de polvilhar com canela e açúcar, fiz uma ganache de Nutella.
Usei farinha de trigo integral, ovos orgânicos, passas e nozes. Vamos para a receita:

No liquidificador:
• 4 ovos
• Cascas de 3 maçãs
• 1 xícara de óleo
Bater bem e adicionar:
• 1 xícara e 1/2 de açúcar.
Bater para misturar bem e reservar.


Numa vasilha grande colocar:
• 2 xícaras e 1/2 de farinha de trigo peneirada
• 1/2 xícara de nozes ou amêndoas móidas
• 1/2 xícara de uva passa hidratada previamente
• 1 colher de sopa de fermento em pó
Adicionar a mistura reservada do liquidificador e ir mexendo delicamente.
No final colocar as 3 maçãs picadas em cubinhos.
Dica da Amanda** “Prefiro formas baixas ou de bolo inglês para este bolo”.


Colocar em forma untada, em forno preaquecido, na temperatura ideal para bolos do seu fogão.
Retire do forno, deixe esfriar um pouco e polvilhe com açúcar de confeiteiro e canela.
Fica bom servir morno com chantilly ou sorvete. (Caso você goste).

Aproveite!

Rotina de estudos em casa: a primeira experiência

Na última segunda-feira (23) começamos a tentar seguir um cronograma diário. Tenho lido que é muito importante manter a rotina. Vários médicos, inclusive o pediatra, neonatologista e especialista em desenvolvimento infantil, Dr. Guilherme de Abreu, que é responsável pelo ambulatório de neonatologia do Hospital Israelita Albert Einstein, deu essa recomendação numa live que fiz com ele para a ONG Nosso Olhar.

Desde o começo da semana tem sido assim, estou tentado manter horários e tarefas. Depois do almoço as crianças escovam os dentes, colocam o uniforme da escola e começam as atividades.

Isso foi muito importante no primeiro dia, para o Chico se concentrar e treinar as habilidades. Ele botou a bermuda, a camiseta e depois foi pra salinha de estudo. O primeiro a fazer atividade foi o ele. Abaixo, detalhei a rotina por dia, depois vou atualizando aqui conforme formos avançando:

Segunda-feira: o Chico começou com uma tarefa de português, depois teve matemática, com uma leitura de caso. Aí, ele fez uma ficha de habilidades, trabalhando o corpo humano. Nessa tarefa o exercício foi com a representação das mãos, direita e esquerda. Dei um descanso e mais tarde ele fez a atividade de inglês “My name in Braille”. Ele fez com o pai e a proposta era escrever o nome dele em Braille.

Terça-feira: a rotina foi um pouco mais conturbada. A Maria Antonia não estava muito bem, então teve que fazer uma coleta para exame e isso mexeu um pouco com os horários. Novamente todos colocaram seus uniformes e depois começamos. Primeiro fizemos uma lição de matemática, adaptamos com os palitinhos. A proposta era trabalhar a lógica. Ele fez com o pai. Os dois colocavam os palitinhos nas mãos e escondiam. O papai tinha que adivinhar quantos tinham na mão do Chico. E ele tinha que fazer o mesmo com o papai.

Depois trabalhamos com um vídeo da Turma da Mônica sobre os bixinhos. “Sem abraço, sem beijinho, sem aperto de mão”, produzido pelo Márcio Araujo. A intenção era reforçar a importância do afastamento social, da limpeza, higiene e evitar cumprimentos. Não por falta de carinho, mas sim por prevenção e cuidado com a saúde.

Atividade de língua portuguesa sobre as partes do corpo.

Não paramos por aí, fizemos com o Chico uma leitura sobre as partes do corpo, trabalhando o feminino e masculino. E depois, uma atividade de língua portuguesa com o vídeo da música “Aniversário, do grupo Palavra Cantada. Por último, a professora de inglês mandou uma música com vídeo e ele adorou, cantou e se divertiu muito.

Desenho sobre a história do Camilão, o comilão.

Já o dia da Maria Clara foi mais leve. Ela assistiu o vídeo da contação de história do “Camilão, o comilão”. O livro original foi escrito pela autora Ana Maria Machado. E aí, ela fez um desenho com giz de cera para ilustrar a história que tinha escutado.

A Antonia como estava adoentada, não deixei que fizesse nenhuma atividade. Ela está com dor ao urinar, então fizemos exames para investigar se era alguma infecção.

Quarta-feira: a nossa rotina de estudos na salinha foi iniciada com o Chico. A primeira atividade foi de língua portuguesa, escrevemos palavras que começavam o fonema “ba” nos vídeos. Depois trabalhamos com reciclagem, fizemos chocalhos. E logo em seguida, o Chico assistiu a história da Princesa e a ervilha.

Aí veio a participação da Clara no vídeo de inglês cantando. Em seguida, os três fizeram a atividade juntos, que foi o bingo. A princípio era uma atividade da Clara, mas os irmãos quiseram participar. A Antonia já melhorou um pouco e participou de duas atividades com os irmãos.

O mais bacana na atividade de bingo é que o Chico ganhou um de aniversário neste ano, então não precisamos adaptar. Conseguimos que os três participassem. Ah, o Chico foi muito bem hoje na língua atividade de portuguesa. E, por fim, fizemos uma dancinha com os chocalhos, que serviu como atividade física no final.