Está é uma pergunta que muitos pais fazem e acredito que a resposta deva vir do coração. Não existe regra na minha opinião, tem que haver disponibilidade dos pais em saber lidar com crianças de idades, personalidades diferentes e muitas outras coisas.

Mas vou contar pra vocês um pouco da minha experiência. Eu e o Alexandre sempre falamos em ter uma grande família, então um irmão para o Chico já estava nos planos. Com a chegada de um filho especial, sempre conversávamos que uma Irma seria além de tudo uma amiga pra ele, um companheiro no futuro. Não que um irmão assumisse responsabilidade sobre o outro na vida adulta, mas eles poderiam passar por algumas coisas juntos e assim trocar experiencias, alegrias, sonhos e brincadeiras.

Como já tinha mais de 35 anos, resolvi fazer uma FIV (fertilização in vitro) com biópsia genética do embrião, o tratamento é cansativo e caro, mas nos conseguimos implantar um embrião feminino sem alteração genética e não deu certo, no mês seguinte engravidei naturalmente da nossa linda Maria Clara. A pediatra e geneticista do Chico, Dra. Patrícia Salmona (veja matéria exclusiva dela aqui) sempre defendeu que uma criança com Down, onde os pais desejam ter mais filhos, deva ter no máximo 2 anos de diferença entre eles. Pra resumir o que ela vinha conversando conosco, o atraso cognitivo da criança com Down já existe, caso ele ganhasse um irmão quando tivesse mais de dois anos, poderia retrosceder e poderia se infantilizar com a chegada da Irma. Como já sabíamos dos desafios diários do Chico, onde cada aprendizado era uma conquista enorme, não queríamos isso.

Enfim, hoje tenho certeza que fizemos a escolha certa. Demos para o Chico, uma experiência mágica de ter uma irmã. Sim, eles têm apenas 1 ano e 10 meses de diferença, mas no dia a dia eles estão juntos na escola, em atividades que estimulam a cognição, se ajudam muito e a Maria Clara ama o Chico, e o Chico tem um cuidado enorme com ela. No futuro, tenho certeza que eles serão lindos amigos. As fases andam juntas e me ajuda muito no dia a dia. E para não deixar de lado aquele sonho antigo de uma grande família, engravidei de novo! Isso mesmo, mais uma menina! Dessa vez a Maria Antônia, que chega em Julho. Louca, eu? Não, uma mãe feliz que quer o melhor para os filhos e quer vê-los crescendo juntos, lado a lado. Curtam as fotos

 

Author

1 Comment

  1. Alice Cunha

    Thatá, que lindo! Uma verdadeira lição de vida para todos nós. Amo seu blog, seus comentários e seu discernimento nas atitudes e nos pensamentos!! Vc e o Calaza merecem toda felicidade do mundo! O Chico e as Princesas, são abençoados e merecedores de ter vcs como pais.
    Bjos no ❤,
    Lila