Adoro falar neste assunto, pois para muitas mamães é algo muito difícil, pois as crianças rejeitam muitos alimentos e não arriscam no paladar. E no caso do meus filhos, em especial do Chico é muito importante a ingestão de diversos alimentos.
Para começar o tema, adoro frisar que nas minhas duas gestações sempre coloquei no prato muitas verduras, legumes, grãos integrais, leguminosas e sementes. Cada dia um arco-íris diferente. E posso falar que fez a diferença, os dois nasceram fortes e tem uma saúde ótima, ficam pouco doentes e o melhor: comem de tudo.
Vamos para o dia a dia do Chico. Como a Dra Patricia Salmona falou em sua matéria exclusiva para o blog, algumas substâncias como antixoxidantes, triptofano, colina, taurina, ômega 3 e 6 e outros precisam existir na alimentação dele. Vamos simplificar. A dieta de crianças com Down tem que ter muito peixe de escamas e água salgada, ostras que são ricas em zinco, castanhas do pará com muito iodo para a tireoide (crianças com Down tem maiores chances de terem alterações), cacau, pois é muito importante por ter muitos flavonoides que ajudam o cérebro e alimentos antioxidantes, devido o atraso cognitivo deles. As sinapses do cérebro deles precisam de muita ajuda diariamente. Sigo a risca a utilização de certos alimentos. Variedade de frutas cítricas, goji berry, água de coco natural que hidrata e tem muitos minerais.
O Chico acorda, toma leite vegetal desde os dois anos e meio, a pediatra liberou pois come muito bem e tem outras fontes de cálcio, como espinafre por exemplo. As 9:00 bate uma tigela de fruta com aveia ou chia, linhaça ou cacau. Antes do almoço muita água natural ou de coco verde. Hora do almoço, um belo prato de arroz integral ou quinua, isso mesmo, quinua (ele ama), feijão ou lentilha ou grão de bico (cada dia um grão), peixe como pescada branca no forno ou ovo cozinho orgânico da korim (amo esta marca, super séria e não utiliza antibióticos nas aves)), carne moída orgânica, vegetais diversos, hortaliças, uma colher de chá de castanha do pará (opcional), Iriko e muito azeite extra a virgem 0,2 de acidez e sem esquecer do açafrão da terra nos vegetais ou no arroz, fonte de antioxidantes. Ufa, um pratão né?.

No próximo post falarei um pouco de cada alimento e sua importância, inclusive deste mini peixe seco o Iriko. Para o lanche da tarde: bolo feito em casa, banana com  cacau e aveia, ou cookies funcionais e mais uma fruta, jantar na escola com a dieta do almoço e antes de dormir mamadeira de leite vegetal com abacate, ele ama. Vou colocar no blog em breve receitinhas que faço em casa.

Se acharem difícil sigam essas dicas:

  • Deem os alimentos para seus filhos cheirarem e sentirem as texturas.
  • Cortem açúcar branco do paladar das crianças, ofereçam alimentos frescos sempre.
  • Sempre muita alegria durante as refeições. Sem televisão claro e com a concentração nos sabores.
Author

Comments are closed.