Recém chegados em SP em Outubro de 2013, fui fazer minha ultra morfológica e recebo a noticia de que meu filho tem a suspeita de ter uma síndrome e uma cardiopatia.

O mundo naquele momento se tornou pequeno para a notícia. Passaram três semanas e chegou a resultado do exame NIPT (Exame de sangue não-invasivo)  e a confirmação da trissomia 21, síndrome de Down. Leituras e mais leituras para entender o que se tratava, suas complicações e o que nos esperava pela frente. Estímulos, alimentação adequada, exames com triagens especificas, disciplina e rotinas, eram palavras de ordem.

Uma nova vivência surgia em nossas vidas, algo único, mágico e de muito aprendizado.

 

Author

Comments are closed.