Tag

Pai

Browsing

Ali nascia um grande pai

Por: Patricia de Carvalho Monteiro

Aproveito a data comemorativa ao dia dos pais para falar sobre o herói do Benício, o papai Leandro. No dia da ultrassom morfológica da 12º semana, após o resultado de uma possível alteração de cromossomo em nosso bebê, ali nascia um grande pai. Lembro como se fosse hoje, saímos mudos e ao chegarmos em casa, ele foi incansável em falar com a médica, marcar a consulta, fechou sua agenda para acompanhar tudo, todos os exames e conversas com os profissionais.

Foi ele quem recebeu o exame e, sozinho, disse que perdeu o rumo, por segundos não sabia voltar ao escritório! Por amor a nós 3, segurou a angústia de me contar o resultado até a volta da minha viagem. Em nossa primeira conversa sobre o que estávamos passando seu argumento me fez ter a certeza que ele seria o pai certo para o nosso anjo…

“Se estamos passando por isso e se vamos ter uma criança com Síndrome de Down, é porque precisamos evoluir!”.

E assim foi…evoluímos juntos! Leandro trabalha no mínimo 12 horas por dia e mesmo cansado, cheio de preocupações do dia-a-dia, chega na maior disposição para brincar com o Benício. A alegria em casa é por conta dele, as melhores brincadeiras e as mais gostosas risadas são com ele. Foi ele quem decorou todas as falas e músicas infantis. Foi ele quem assumiu a parte financeira de casa, para a mamãe ter uma vida mais tranquila no trabalho e assim poder cuidar mais de perto do Benicinho.

Ele é nosso porto seguro! Ele é quem faz tudo por nós! Para o Benício a vida se torna mais leve e mais colorida, tendo esse pai incrível, que não usa capa, mas é o mais valente e corajoso dos heróis! Papai Leandro, amamos você!

A história dessa família emocionou a todos nas redes sociais

A mãe do João Miguel, a Kézia, usou as redes sociais para homenagear o namorado, o Lucas, que fez aniversário ontem (28). Mal sabia ela que a postagem iria viralizar e sua conta passaria de cerca de 700 seguidores para 10 mil, em menos de 24 horas. Ela usou os ‘stories’ do Instagram para contar a história do casal de forma bem descontraída. Depois postou no ‘feed’, na conta Mamis de um cueca, dedicada ao seu filho, o João Miguel.

A história começou no dia 20 de outubro de 2012, data que eles começaram a namorar. O Lucas havia perdido um tio que tinha síndrome de Down, que era muito importante para ele. Era um amor tão forte pelo tio… Quando conversavam o Lucas até dizia que tinha o desejo de adotar uma criança com síndrome de Down. Eles eram muito jovens, ela tinha 15 e ele 17. O relacionamento não deu certo naquele momento e eles terminaram, mas a Kézia confessou que de vez em quando batia uma saudade.

Algum tempo depois… Em 2016, a Kézia engravidou em um relacionamento que não deu certo. Junto com a família ela havia decidido que iria criar o filho, seria mãe solo. Lucas sempre foi amigo e estava ali nesse momento tão especial. Ele foi a segunda pessoa a saber da gestação e era quem a levava para satisfazer os desejos de grávida.

Lucas dava atenção, a acompanhava, dava carinho, tinha muito afeto, beijava a barriga e junto à Kézia passou a amar aquele bebê que ainda nem havia nascido. Quando o grande dia chegou, o Lucas já estava de prontidão e ansioso pelo nascimento do João Miguel, que veio ao mundo ganhando um pai de coração! ♥

João Miguel foi muito bem recebido… O acaso reservava uma surpresa: o bebê nasceu com síndrome de Down. A mãe só descobriu depois dele nascer. Como ela explica tudo isso? Deus.

Em meio a frustrações e muitas coisas vividas construiu ali a sua família. Sendo tão especial para ela e o filho, foi assim que Kézia decidiu parabenizar o Lucas por mais um ano de vida. E essa história se resume em uma palavra: Amor!

Fonte: Mamis de um cueca

Fotos: Reprodução Instagram

Como descobrimos a história? Através do Razões para Acreditar.