Ser mãe é tão especial que, pequenas coisas se tornam grandes, quando diz respeito aos filhos

Há pouco tempo fiz uma visita ao Dr. Zan. Papo vai, papo vem e em meio a conversa ele pediu para ver a minha mão. Ele já havia notado algo e eu fiquei curiosa para entender o que era. Ele mostrou para a Dra. Patrícia, que estava do lado e sorriu. Eu sem entender nada perguntei: – O que é? Ele disse que tenho uma linha única na mão, que poucas pessoas têm.

Essa linha se chama prega palmar única ou prega palmar transversal. Pesquisei e vi que, as pessoas geralmente apresentam três linhas na palma das mãos, são elas: a prega palmar transversal distal, que está localizada perto da parte superior da palma da mão e começa perto do dedo mindinho; a prega transversal tenar, que é a mais baixa e percorre a palma quase verticalmente; a prega palmar transversal proximal, que fica entre as outras duas pregas. Já quem tem a prega palmar única apresenta apenas uma linha, que se estende atrás da palma da mão, ela é a junção das três pregas palmares.

O Dr. Zan brincou e disse que, se pudesse, sempre contrataria pessoas com essa prega única. Ele disse em tom bem humorado que essas pessoas são organizadas, inovadoras e fazem as coisas acontecerem. Eu saí de lá toda alegre. Chegando em casa passei a notar a mão de todo mundo, vi que o Chico também tem essa linha única em uma das mãos. Segundo o Dr. Zan é comum que pessoas com síndrome de Down apresentem essa característica. Eu, maternal e com sensibilidade tirei a foto a minha mão e a do Chico. Logo veio o pensamento de que é mais uma ligação nossa. Para mim ganhou um significado ainda mais especial.

Pesquisando, puder saber que a prega única surge durante o crescimento do bebê no útero da mãe, geralmente até a 12° semana de gestação. A prega palmar transversal única nem sempre tem uma causa identificada, ela é um fenótipo, ou seja, faz parte das características observáveis de cada pessoa. Mas, pode indicar também uma certa condição de saúde.

Sobre fenótipo

Fenótipo é um termo muito utilizado por especialistas da genética, eu tive contanto com essa palavra depois do nascimento do Chico. É basicamente o conjunto de características observáveis de um organismo, como as características morfológicas e fisiológicas de cada um. Essas, são formadas pelo conjunto de nossos genes, sofrendo influência também do meio em que indivíduo esteja inserido. Para ficar mais simples de entender, posso citar as nossas características como: o tom da nossa pele, a cor dos nossos olhos, o cabelo e os traços.

Author

Comments are closed.