Este é uma tema que toda a mãe de primeira viagem enfrenta, como farei a introdução alimentar do meu filho e quando iniciar? E um filho com Síndrome de Down essa pergunta se torna mais presente nos pensamentos diários.
Com o Francisco iniciamos as papinhas com 11 meses de idade pois a dentição da criança com Síndrome de Down é mais lenta, e a pediatra Dra.Patricia Salmona acompanha de perto a evolução da criança para se iniciar a introdução alimentar. Começamos com as frutas amassadinhas, sucos e depois de 1 mês as papinhas salgadas, aos poucos fomos liberando os alimentos amassados na ponta do garfo e após 1 ano foram introduzidos pedaços pequenos. Vale ressaltar que a proteína sempre foi oferecida em pedaços menores pois a criança com Síndrome de Down tem a hipotonia (flacidez muscular) e o cuido com os engasgos é frequente. Muitas pessoas me perguntam como foi com as meninas e digo foi mais tranquilo, pois como já tinha vivido a experiência com o Chico, que tivemos que ter um cuidado a mais acabou que com elas tudo foi mais tranquilo. Com as três crianças consegui dar amamentação exclusiva até os quatro meses e depois tive que complementar com fórmula, pois diminuiu muito a produção, mas não foi nada estressante para mim. O importante é seguir uma alimentação balanceada com frutas, legumes, cereais integrais e nada de açúcar até os dois anos. Acredito também que é tudo uma adaptação para essa nova fase, porém se você já tiver um estilo de vida mais saudável tudo vai ser muito mais fácil. Lá em casa a criançada come quinoa, castanhas, cacau em pó, sucos só da frutas, água de coco natural, e dia de semana nada de fritura e nunca viram uma lata de refrigerante na frente Rs”. Me orgulho em ver como meus filhos tem uma alimentação saudável, claro que exemplos são importantes, zelo por ter alimentos frescos e menos processados em casa e sempre fazemos as refeições na mesa e sem televisão ligada para que não tenha distrações, isso atrapalha muito e tira o foco desse processo de conhecimento de novos alimentos e do interesse das crianças em comer.
 
Existem algumas maneiras de fazer a introdução alimentar, e para se ter sucesso nessa jornada que traz muito medo e insegurança e até frustração em algumas mamães, nossa dica é que ter um bom acompanhamento médico isso sem dúvidas traz mais segurança e cada criança é um caso, evite comparações. Vamos colocar aqui alguns métodos que existem hoje para iniciar a introdução, lembrando que independente do estilo que você aderir a sua vida é normal o bebê recusar alguns alimentos ou não consumi-los em quantidades,o importante não é a quantidade e sim se ele está ingerindo algo, por menor que seja a quantidade de alimento.
BLW

Desenvolvido por Gil Rapley, esse termo significa “desmame guiado pelo bebê, a proposta é oferecer alimento sem pedaços pequenos de modo que a criança consiga se alimentar sozinha, gerando uma curiosidade em pegar o alimento com a mão e conhecer tanto os novos sabores para essa nova fase da criança quanto ás texturas diversas também. Esse método vem ganhando muito adeptos e cria uma certa independência na criança, mas mamães não se preocupam com a bagunça e melequeira que vai causar Rs”.

PÊ-EFINHO

O nome desse método se refere ao famoso P.F (Prato Feito) dos restaurantes, a intenção é fazer um mini P.F proporcional para os pequenos. Os alimentos são os mesmos consumidos pela rotina da família, claro que amassados ou picados e em quantidades bem pequenas, montados em um prato para dar a criança.

PAPINHA

A papinha é amassar os alimentar até que fiquem na textura pastosa, é muito simples de preparar os alimentos dessa maneira pode fazer usando desde um garfo até um liquidificador ou um mixer. E pode ser usado diversos alimentos de frutas a legumes, a parte negativa desse método é que a criança acaba não conseguindo conhecer as texturas dos alimentos, já que estão todos na mesma forma. Essa é a mais tradicional, conhecido por todas mamães e mais usado também.

Em termos dos líquidos é indicado aos bebês que se iniciem a ingestão aos 6 meses de idade com sucos e aguá, assim como fizemos com o Chico sugerimos os sucos da fruta, pois é mais saudável além de oferecer muito mais nutrientes e vitaminas para nossos pequenos.

Author

Comments are closed.