“Eu quero ajudar as pessoas, a melhorar tudo. O meu foco é nas crianças, de várias síndromes, doenças, e estou de braços abertos para tudo”, diz Luana de Moura, que vê o objetivo de ser fisioterapeuta se aproximar cada vez mais.

Ela fala com convicção que montará uma clínica e cuidará de seus pacientes. “As minhas mãos são muito talentosas” diz a jovem.

Luana estuda na Clínica de Fisioterapia da Universidade de Santo Ângelo, no Rio Grande do Sul, e não fez da Síndrome de Down uma barreira para seguir seus sonhos.

Comments are closed.