A coordenadora de Nutrição do campus, Claudia Cruz, diz que a concentração dos alunos ao manusear uma faca e a preocupação ao botar a panela no fogo são impressionantes.

O depoimento é sobre os 13 alunos da oficina de gastronomia ‘Saber do Sabor’, que se destina à pessoas com Síndrome de Down, e ocorre às quartas-feiras desde 2014 (e está com as inscrições abertas permanentemente).

Além do curso de gastronomia, o campus também oferece aulas de fotografia, que ocorrem às segundas-feiras, ambos são provenientes de uma parceria com a Sociedade Síndrome de Down (SDD), que é uma organização sem fins lucrativos.

O bom é que não são só os alunos que aprendem com as aulas, pois os professores também acabam aprendendo novas formas de comunicação e ensino.

A proposta do curso de gastronomia é ensiná-los a preparar comidas saudáveis. A cada aula a professora ensina de duas à três receitas e o modo de preparo de um suco de fruta.

Além disso, também fazem parte do ensino técnicas para higienizar saladas e idas ao supermercado, onde eles recebem dicas de como fazer compras.

Muitas mães de alunos afirmam que eles adquiriram mais responsabilidade, força de vontade e mais facilidade para aprender.

Os interessados precisam passar por uma entrevista com a presidente da SDD, Marilza Wunder, na qual ela avalia se o candidato está preparado para os cursos, inclusive emocionalmente. A mensalidade é de R$ 576,84, e as aulas duram três horas.

Comments are closed.